icon vadis

folk celta

2009/01/19

O João Aguardela e eu

Publicada por João Paulo Santos

1996 foi talvez o mais importante e decisivo ano na vida dos eternos Icon Vadis, sai da formação nesse ano o Zica, fundador e principal elemento da banda.
Depois do "choque" inicial decidimos continuar e à custa de muitas horas de trabalho conseguimos o impensável... não só demos um salto qualitativo como descobrimos a real dimensão daquilo o que até então não tínhamos a mínima noção - o nosso valor - (perdoem-me a talvez falta de modéstia) esse valor era enorme.

Em 1996 seriam muitos os concertos, os concursos de música, a Final do Termómetro Unplugged com os Silence Four depois de eliminarmos os Hands on Approach, a ida à televisão, as primeiras partes de grande responsabilidade com bandas de primeira linha, Quinta do Bill, Polo Norte, Xutos & Pontapés e Sitiados.

Numa dessas memoráveis noites, no pavilhão dos Olivais em Coimbra, tocámos simultâneamente com os Xutos & Pontapés e com os Sitiados e naturalmente tive a oportunidade de privar alguns intensos momentos com as "vedetas", conheci nessa noite o João Aguardela (na foto) vocalista e líder dos Sitiados.

Enquanto tocavam os Xutos estávamos os dois no patamar superior das bancadas quando um puto subindo todos os degraus da bancada disse-lhe com um tom desafiador "dou-te 10 escudos se me arranjares o autógrafo da Sandra"!

A Sandra era na altura a acordeonista dos Sitiados e senhora de umas pernas... bom... as pernas mais famosas da música pop portuguesa... é que a menina tocava sempre com uns calções muito curtinhos.
O nosso acordeonista também tem pernas... mas são peludas... e feias... na minha maneira de ver as coisas.

O João com um sorriso rasgado que me surpreendeu disse-lhe "ok dá-me lá os 10 paus", o puto deu-lhe apenas 5 e disse que não tinha mais, ele sempre com o seu sorriso respondeu-lhe "na, na, vai lá arranjar os outros 5 paus que eu arranjo-te o autógrafo" e lá foi o puto a correr... depois vira-se para mim e diz já quase à gargalhada "os putos são demais".

Nunca mais o vi desde essa altura mas marcou-me a proximidade com que lidava com as pessoas, tratou-me como se eu fosse um músico famoso, claro que a história tem um final feliz o puto conseguiu com algum custo (pois passaram vários minutos) os outros 5 escudos e teve o desejado autógrafo.

O João Aguardela faleceu ontem aos 39 anos vitima de cancro... que descanse em paz.

2 comentários:

Martins disse...

Depoimentos sobre a morte de João Aguardela

O João Aguardela faleceu no domingo aos 39 anos vítima de cancro...
Amigos e músicos recordam João Aguardela, o ex - vocalista dos Sitiados que morreu no domingo em Lisboa, vítima de cancro.
O músico faria 40 anos em Fevereiro. Ricardo Alexandre, jornalista da Antena 1 e amigo de Aguardela, recorda o músico como “um homem solidário, envolvido em causas que lhe pareciam justas” e que "soube antecipar uma série de coisas”., "Conheci o João Aguardela em 1987 através do João Nuno Coelho, sociólogo de futebol e um amigo comum. E na altura, o que nos uniu foi sermos fãs dos Xutos & Pontapés", recordou.
Em declarações à Lusa, Zé Pedro, guitarrista dos Xutos & Pontapés, lembra o ex-vocalista dos Sitiados como “uma força muito positiva no meio musical”. O guitarrista recorda-se da participação dos Sitiados na colectânea “"XX anos XX bandas", dedicada aos Xutos & Pontapés e do concurso Rock Rendez – Vous ao qual a banda concorreu na década de 80.
Foi também através deste concurso que Carlos Moisés, vocalista dos Quinta do Bill, conheceu Aguardela, que recorda como “um critivo à procura de novos roupagens para as nossas raízes da música tradicional”.
Já Viviane, vocalista dos Entre Aspas e amiga de João Aguardela definiu-o como “"um músico singular que teve uma profunda paixão pelas raízes da cultura e da música portuguesa e isso reflectia-se na música que fazia".
Distinguido em 1994 com o Prémio Revelação da Sociedade Portuguesa de Autores, João Aguardela foi vocalista dos Sitiados e do projecto Linha da Frente. Desde 2004 o músico integrava A Naifa, juntamente com Mitó e Luís Varatojo, com quem editou em 2008 o álbum "Uma inocente inclinação para o mal".
O funeral realiza-se hoje às 16h00 para o Cemitério do Alto de São João, em Lisboa… que descanse em paz.

Martins disse...

e já agora mais 2 por sub 18 (leia-se pormenores) desse concerto que foi verdadeiramente rico em momentos dignos de youtube (que pena na altura não haver nada disso e não haver hoje registos videos de tais façanhas):

1 - não foi nesse concerto que nos camarins alguém te pediu um autografo (JP) e tu usaste a porta dos xutos para o escrever enquanto o zé pedro esperava que o deixasses entrar!?... tipo afinal quem é a estrela aqui hã!?

2 - e não foi tb nesse dia, durante o soundchek que o tim se apoiou, e este verbo é apenas uma força de expressão, no nosso filtro (leia-se Jorginho) para descer as bancadas e se estatelou ao comprido nas mesmas!? como se tal não fosse suficientemente humilhante o jorge, sensivel como sempre, pergunta-lhe: "eh pá! tu tb cais?"...... lol

Enviar um comentário